Produção de conteúdo para treinamento viral. Homem segurando um player de vídeos.

Conteúdo para treinamento: como produzir de forma rápida e eficiente?

Construir conteúdo para treinamento nem sempre é um processo rápido. Em determinadas situações, um conteúdo pode levar de 2 a 3 meses para ficar pronto, dependendo do formato e do modelo de produção. 

Entretanto, como fazer quando surgem demandas de conhecimento urgentes e você precisa construir um conteúdo do zero, de forma rápida, eficiente e com baixo investimento? 

É preciso deixar de lado a ideia de que um bom conteúdo para treinamento requer uma superprodução e encontrar formas de construir conhecimentos de maneira ágil, sem sacrificar a qualidade dos programas de T&D. 

É sobre isso que falaremos hoje. Continue lendo e confira um passo a passo que preparamos para te ajudar nessa missão! 

Antes de tudo, estabeleça seus objetivos. 

A produção de conteúdo ágil e estratégica é um exercício de hiperfoco, onde precisamos definir exatamente onde colocar os esforços. Para isso é preciso estar profundamente conectado com os objetivos de negócio e investigar a fundo os desafios da sua organização. 

É necessário olhar para a estratégia da sua empresa e entender quais conhecimentos irão, de fato, te aproximar dos objetivos. O conteúdo é apenas um meio de chegar até lá e a priorização é a palavra-chave nesse processo. 

A abordagem mais rápida para definir os seus objetivos de treinamento é olhar para o futuro e entender onde sua empresa precisa estar, identificando quais os desafios de conhecimento que a impedem de chegar até lá.

Vamos supor que uma nova legislação surgiu e que sua empresa precisa estar em conformidade com essa regulamentação. Quem são as pessoas responsáveis por colocá-la em prática? O que elas precisam saber para isso? Quais processos serão impactados? Quais precisam ser alterados? 

Em muitos casos os objetivos de treinamento serão dados para o seu time, em outros você precisará defini-los. Neste caso, uma boa dica é olhar para as metas relacionadas à estratégia da sua organização e as métricas que se destrincham a partir delas, identificando os pontos de atenção onde o treinamento deve atuar. 

Ao fim deste processo você entenderá, não apenas como o T&D pode suportar esses objetivos, mas também quais as lacunas de habilidades e conhecimentos precisam ser eliminadas e quem precisa ser alcançado por esse treinamento. 

Tendo os seus objetivos em mente, lembre-se de vinculá-los à métricas acionáveis e mensuráveis. Suas metas devem refletir o quanto o treinamento contribuiu para alcançar o objetivo da sua empresa e não “quantas pessoas participaram do treinamento”. 

Dica: utilize ferramentas como os “5 Porquês” e o Diagrama de Ishikawa para facilitar a visualização das causas raiz e confira o artigo “Como definir objetivos de treinamento estratégicos (de verdade)?” para saber mais sobre o tema. 

Onde pôr o seu esforço de produção?

Agora que você já sabe onde sua empresa precisa chegar e que a impede de fazer isso, definir os conhecimentos que devem ser desenvolvidos se torna uma tarefa muito mais simples. 

Para produzir conteúdo para treinamento de forma rápida e eficiente, você vai precisar pôr em prática todo o seu poder de priorização e identificar quais os conceitos mínimos necessários para que sua empresa vá do ponto A ao ponto. 

Em outras palavras, você deve definir onde colocar o seu esforço de produção de conteúdo para gerar mais impacto e se aproximar dos seus objetivos. 

Partindo desses conceitos mínimos, entenda quais os conhecimentos secundários que estão relacionados e como eles se conectam. Desta forma você terá em mãos um mapa de produção de conteúdo priorizado com base no impacto que eles representam para os objetivos e saberá exatamente onde atuar. 

Distinguir os conhecimentos que são realmente fundamentais dos demais, trará a clareza de volume e profundidade que você precisa para uma produção ágil e estratégica de conteúdo. 

Já sei o que devo produzir, e agora?

Tendo em mente os conteúdos que você precisa produzir, para quem e porquê, chegou a hora de entrar em uma parte mais prática do processo: como produzir conteúdo para treinamento de forma ágil. 

Para começar, é preciso que você deixe de lado a ideia de que é necessário produzir conteúdo sobre tudo e do zero. A verdade é que cerca de 80% de todo conteúdo que sua empresa precisa já existe e está disponível dentro da organização ou na internet. Os 20% restantes são materiais específicos do seu negócio e, esses sim, precisam de produção. 

A segunda ideia que você precisa deixar de lado é a de que o conteúdo para treinamento requer de uma superprodução. É óbvio que quanto mais “produzido” um material é, mais atrativo ele parece. Entretanto, na prática, o que gera resultados reais e engajamento é aquele conteúdo que traz valor para a audiência

No Skore, já presenciamos diversos casos de empresas que passaram anos investindo em compra de conteúdo e produtoras, mas só alcançaram sucesso no treinamento quando – por exemplo – gravaram um vídeo simples pelo celular com um funcionário compartilhando suas melhores práticas de vendas. 

Seu colaborador não quer entrar na sua plataforma de treinamento e ver uma produção “hollywoodiana”. Ele quer um conteúdo que tenha significado e gere resultados no dia-a-dia. 

1. Transforme o conhecimento existente

Sua empresa é uma enorme fonte de conteúdos. 

Há grandes possibilidades de que os conhecimentos que você precisa produzir já existam na sua organização. Eles podem não estar no formato ideal ou completos, mas com certeza irão agilizar o seu processo de produção. 

A primeira coisa que você deve fazer é verificar se já existe algum material relacionado ao conteúdo que você pretende desenvolver, sejam apresentações, documentos, manuais, especificações, vídeos, etc.  

É importante lembrar, também, que nem todo treinamento parte das áreas de T&D. Os times da sua empresa também estão treinando, aprendendo e compartilhando conhecimento entre si. Eles podem ter o conhecimento que você está procurando. 

Em seguida você deve analisar esses conteúdos e se perguntar: esses materiais contêm todas as informações necessárias? Eles estão desatualizados? Eles estão precisos? Há algum outro material que pode complementá-lo? Ajuste de acordo com o necessário, adapte os formatos e use esses conhecimentos

Um treinamento que antes era dado de forma presencial pode, facilmente, ser transformado em um webinar ou em vídeos. Uma especificação ou manual pode ganhar uma nova roupagem e se transformar em conteúdo interessante para o seu programa de aprendizado. 

2. Abra espaço para os especialistas

As empresas estão repletas de especialistas nos mais variados assuntos, cujas ideias podem gerar conhecimentos valiosos para o treinamento de outras pessoas. Quem melhor do que os vendedores que se destacam na sua empresa para dar dicas de como vender mais? Por exemplo. 

Crie mecanismos para que os especialistas em determinados assuntos compartilhem esses conhecimentos. Convide essas pessoas para construir conteúdos com você. 

Isso, não só torna o seu processo mais ágil, como aumenta a identificação com a audiência, permite que sua empresa se aproprie de conhecimentos que ficariam contidos em uma só pessoa e estimula o desenvolvimento de lideranças de pensamento nas organizações. 

3. Invista em curadoria de conteúdo. 

A curadoria de conteúdo é uma das suas principais aliadas na hora de produzir conhecimento rápido e com qualidade. Como dissemos anteriormente, a maior parte dos materiais que você precisa já existem e estão disponíveis de forma gratuita na internet. 

A ideia aqui é encontrar conteúdos de qualidade, que atendam a sua necessidade, e disponibilizá-los para o seu time por meio do seu programa de treinamento. 

Olhe para os conceitos que você elencou e faça uma busca. Tenho certeza que você irá encontrar diversos especialistas falando sobre esses temas. Alguns, até com séries e cursos completos disponíveis para consumo gratuito. 

O seu papel, neste cenário, é filtrar os conteúdos relevantes e dar um “toque especial” contextualizando esses materiais (ou até os adaptando) às necessidades da sua empresa. 

4. Produzindo do zero. 

Se ainda assim, for necessário construir um conteúdo do zero, algumas etapas e ferramentas podem facilitar a produção e torná-la mais rápida. 

4.1 Conteúdo bruto

Com seus objetivos, sua audiência e os tópicos que você pretende abordar em mente, inicie a construção de um conteúdo bruto. Ele pode ser um documento em word, bloco de notas ou uma apresentação simples. 

Não se preocupe com linguagem ou formato, isso vai ser refinado depois. Nesta etapa o objetivo é reunir as informações e tópicos que você trará no treinamento. Ele será um guia para construção do roteiro, que será aplicado em uma mídia posteriormente. Procure ser o mais detalhista possível nesta etapa. 

Dica de ferramenta: uma solução que gostamos de utilizar nesta etapa é o Mindmaster, ele possui uma versão gratuita e permite a construção de mapas mentais super poderosos. 

4.2 Roteiro

Esta é uma etapa de lapidação do conteúdo bruto. O roteiro deve servir como um guia para a produção do conteúdo em si. Este documento deve conter o texto final do seu treinamento, já adaptado para a sua audiência. 

4.3 Produção de mídia

Com o roteiro em mãos, chegou a hora de construir o seu artefato de conhecimento em si, seja ele um vídeo, apresentação, artigo ou outros. Os formatos são ilimitados. 

Alguns, como webinar, necessitam apenas do conteúdo, de uma webcam e uma ferramenta de videoconferência como Zoom, Hangouts, etc. Outros, como ebooks ou vídeos podem exigir um pouco mais de dedicação. 

Para isso, separamos algumas ferramentas que te ajudar nesse processo:

  • Canva: uma ferramenta online e gratuita de criação de conteúdos gráficos. Com ela você pode criar e-books, infográficos e muito mais. Tudo isso com uma variedade de templates que irão facilitar sua vida. 
  • Easel.ly, Pictochart, Infogram, Visme: assim como o Canva, essas ferramentas permitem a construção de materiais gráficos, porém com menos variedade de formatos. Eles possuem uma série de temas prontos para facilitar sua produção. 
  • Microsoft Swey: é um aplicativo digital da Microsoft que permite a criação de apresentações para a web de maneira rápida e prática, com o uso de lemas e templates que conseguem se adaptar facilmente diferentes dispositivos.
  • Prezi: permite criar apresentações interativas, com efeitos de movimento e zoom, para reduzir e ampliar imagens e textos, o que causa um alto impacto na audiência.
  • Screcorde: uma ferramenta gratuita para captura e gravação de telas do computador. Com ele você será capaz de produzir demos, tutoriais e cursos capturando as telas do seu computador, acrescentando locuções e legendas.
  • Active Presenter: solução gratuita e com foco em aprendizado que permite: captura de tela, movimentar a tela junto do mouse, zoom durante a apresentação, anotações e balões de notas, destaque no cursor, importar imagens e slides e gravar audio interno independente do microfone. 
  • Youtube Live: uma ferramenta voltada tanto para videoconferências quanto para a realização de webinars. Gratuito e simples de utilizar, não possui limite de participantes e permite que o evento é automaticamente gravado e passível para compartilhado pelo YouTube.
  • Udacity: um editor de áudio, livre, que permite gravar sons e editá-los, alterando a velocidade ou timbre de uma gravação, cortando, copiando e colando trechos do próprio som ou de outras fontes. Além é claro da adição de efeitos, que fica a critério do usuário. Já pensou em produzir um podcast? 
  • Zoom, Google Hangouts: permitem a realização de videoconferências. Ambos possuem versões gratuitas e permitem enviar links de vídeos que podem ser vistos simultaneamente por todos. Basta bastando criar uma sala e enviar o link aos convidados. 

É possível?

Sim! Produzir conteúdo com agilidade e eficiência não só é possível, como também permite que as empresas sejam donas dos seus próprios conhecimentos, que é um dos principais ativos de uma organização. 

Pode não parecer simples, mas eu garanto que não é um “bicho de sete cabeças”. Lembre-se: a maior parte do conteúdo que você precisa já existe. Você só precisa procurar! 

Se você gostou desse artigo, aproveite para se inscrever em nossa newsletter e receber outros materiais como este em primeira mão. Até a próxima!



Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.